Recém-nascida abandonada ainda com cordão umbilical é resgatada por bombeiros militares

IM-Recém-nascida-abandonada-ainda-com-cordão-umbilical-é-resgatada-por-bombeiros-na-Capital1-768x347-1.jpg

Quando se trata de salvar vidas, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) não mede esforços. Realizando um trabalho excelente em todo o nosso estado. deste modo, na manhã desta sexta-feira (18), uma recém-nascida, foi abandonada dentro de uma sacola em frente ao Centro de Treinamento e Desenvolvimento Humano (CTDH). Portanto, a mesma foi socorrida por bombeiros militares. O fato ocorreu no bairro Jacarecanga – Área Integrada de Segurança 4 (AIS 4) de Fortaleza. A criança foi conduzida para uma unidade hospitalar, onde se encontra sob cuidados médicos.

De acordo com o coordenador do CTDH, tenente-coronel Cláudio Barreto, a criança, do sexo feminino, foi encontrada ainda com a placenta e o cordão umbilical presos em seu corpo. Ela foi localizada dentro de uma sacola em frente ao CTDH pelos subtenentes Ximenes e Domingos de sua corporação, e pelo policial militar Alves, que se encontravam de plantão no Centro.recém-nascida

Acima de tudo, “Acredito que quem deixou a recém-nascida em frente ao portão do CTDH, sabia que iríamos acolhê-la, com todo amor e carinho. E ainda assim realizar os procedimentos necessários e salvar a sua vida. Fizemos todo o procedimento possível e agora a criança está bem e sendo assistida. Estamos realizando incursões também na região para tentarmos obter alguma informação sobre o caso”, destacou o tenente-coronel.

Procedimentos.

Deste modo, a criança, que apresentava sinais de hipotermia, foi envolvida em uma manta térmica e encaminhada para uma unidade hospitalar, em uma ambulância Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Todavia, ela se encontra sob cuidados médicos e será acompanhada por um assistente social. Atualmente, equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) realizam diligências na região para tentar identificar e localizar a pessoa responsável pelo abandono. O caso será investigado pela Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dceca) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE).

Deixe uma resposta

scroll to top
error: O conteúdo está protegido !!
%d blogueiros gostam disto: